Bem Estar Diversos
23 jul 2014

A comunicação como “ponte” entre as relações

casalconversando
A Comunicação é fundamental para manter qualquer relação. Com a tecnologia em alta e o corre-corre do dia a dia, as pessoas acabam não tendo tempo de se comunicar pessoalmente e acabam recorrendo a comunicação “online – off-line”, através de aplicativos.

A conversa é imprescindível, para que o casal possa se conhecer e não se tornar estranhos em uma vida em comum. O ponto chave da comunicação é que cada membro familiar possa ter a liberdade de falar o que sente e o que pensa. Pois é comum entre os casais, cada um falar do outro ao invés de falar de si, e não permitir que os filhos falem o que realmente sentem. A conversa deve fluir e não ser um interrogatório.

Para manter uma vida saudável, o casal deverá estar sempre em busca de uma comunicação fluente e clara. Caso não haja, os sentimentos podem ficar guardados, gerando assim, comunicações não verbais e distanciamento entre os mesmos. A comunicação pode ser vista como uma “ponte” que irá aproximá-los, fortalecer e aumentar a intimidade, o vinculo e consequentemente o amor.

Para manter um relacionamento “vivo” e funcional, os parceiros precisam conversar sobre diversos assuntos, tais como: receios e aflições; desejos e fantasias; educação dos filhos; conversar e discutir, mas também poder ouvir o que o outro tem a dizer sobre o assunto; falar sobre as insatisfações do relacionamento e o que podem fazer para mudar; conversar sobre planos e projetos a nível individual, do casal e familiar etc, evitando assim mal interpretação.

A qualidade da comunicação depende da vontade do casal de se comunicar, do treino, de paciência, boa intenção e generosidade. Importante destacar que, em uma relação, nem tudo deve ser dito. Muitas vezes, conter um fala garante a amorosidade e a intimidade no relacionamento.

É comum encontrar casais não tem têm o habito de conversar, porém exigem este comportamento dos filhos. Os filhos aprendem pela via do exemplo. Se os pais não conversam, dificilmente o filho irá aprender e entender que este comportamento se faz necessário e é importante. A família é um ponto de referência para os filhos, logo o estimulo da comunicação propicia a capacidade de desenvolver atitudes tão importantes como a confiança, tolerância, paciência, generosidade, a capacidade de admitir erros e de tolerar as frustrações. A falta de comunicação produz distanciamento familiar.

A conversa, entre a família, deve ser pautada pela via do cuidado, do interesse de saber como a pessoa vai, e não pautada na cobrança e interrogatório que é o interesse do por que. Ao falar, dê um tempo para o outro entender, é necessário criar um espaço de trocas e interações, respeitando os silêncios.

Criar um ambiente para comunicação requer apenas vontade e disciplina. Pode ser dentro do carro indo para a escola ou até mesmo de pé, na cozinha, na hora das refeições, na hora do banho ou ao invés de assistir uma novela, optar por conversar, enfim qualquer lugar é lugar de iniciar uma boa e saudável conversa. O quanto mais você se comunicar, mais estratégia de comunicação irá desenvolver, portanto permita-se!

By: Janaína Leão

Comente via facebook
Deixe seu comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? clique aqui
Topo
Mais Lidos do Blog
Fique conectado com a gente!
  • Você sabe o que é Disciplina Positiva? Ela é uma abordagem de ensino-aprendizagem que foca especialmente no desenvolvimento da resiliência, da disciplina e do respeito. Baseada em pesquisas dos psiquiatras Alfred Adler e Rudolf Dreikurs, essa teoria se tornou bastante popular nos anos 80, com a publicação do livro Positive Discipline, da Dra. Jane Nelsen. Saiba mais em www.dicaspaisefilhos.com.br 
#disciplinapositiva
  • A utilização dos canais digitais pode trazer uma série de benefícios para as crianças e adolescentes, mas também é preciso estar atento aos malefícios. Por isso, separamos alguns pontos para mantermos a atenção com nossos filhos, confira! 
#mundodigital #internet
  • O uso das telas está aumentando cada vez mais: durante os últimos anos fomos obrigados a interagir, trabalhar e estudar pela tela de um computador ou celular. Se durante a vida adulta já enfrentamos dificuldades de estar conectados às telas o tempo todo, durante a infância e adolescência o problema pode ser ainda maior. Existem algumas dicas para poder manter a utilização saudável das telas durante o desenvolvimento dos filhos, por isso separei algumas orientações da Sociedade Brasileira de Pediatria (www.sbp.com.br) sobre o tempo indicado de tela por faixa etária. Confira em www.dicaspaisefilhos.com.br 
#temponocelular
  • #frasesinspiradoras
YouTube
Se inscreva!