Bem Estar Diversos Gravidez Saúde
10 set 2014

Pré-natal masculino: o homem também precisa se cuidar

_DSC9230
Ao se preparar para ter um filho, o casal deve dar atenção à saúde do homem que também é importante para uma boa formação do feto. O pré-natal masculino está mudando a maneira como o casal lida com a gravidez.

O ideal seria que, ao planejar um filho, a mulher passasse por uma série de exames para garantir que está tudo bem. Mas, como nem sempre isso é possível, o indicado é iniciá-los assim que se descobre a gravidez. Muita gente não sabe, mas, quando o casal se prepara para ter um bebê e, sobretudo quando a mulher já está grávida, o homem também deveria passar por um pré-natal, com consultas médicas e exames, tão importante quanto o check-up da mulher para preservar a saúde da criança.

O chamado pré-natal masculino consiste em uma bateria de exames de sangue, que englobam avaliação de sorologias e confirmação de tipagem sanguínea. A medida pode evitar uma série de doenças e complicações, transmitidas do pai para a mãe e, consequentemente, para o bebê, como doenças sexualmente transmissíveis e virais por via aérea. Ainda na fase pré-concepcional, os futuros pais procuram fazer exames como os de hepatites B e C, grupo sanguíneo e fator Rh,HIV, VDRL, dentre outras infecções e glicemia.

Além de doenças que podem ser transferidas para o filho, o pré-natal masculino pode, ainda, revelar o histórico genético do pai e prever algumas possibilidades de síndromes em geral, malformação fetal, doenças cardiovasculares e diabetes. Importante ressaltar ainda que o pai tem se vacinado para algumas doenças como por exemplo a coqueluche (chamado “projeto cocoon”).

Para Dr. Renato Sá, chefe do setor de obstetrícia e medicina fetal da Clínica Perinatal, outro fator positivo no pré-natal masculino é o conforto psicológico que o acompanhamento do homem durante a gestação traz para a mulher. Segundo o especialista, o companheirismo do homem nesse momento tão especial é fundamental, pois faz com que a futura mãe se sinta mais acolhida, segura e confiante, o que proporciona uma gestação mais tranquila e feliz. O médico conta que os homens ainda são um pouco tímidos ou resistentes para a ideia, mas que é crescente a vontade deles de participarem dos mínimos detalhes da gestação, preocupando-se com a saúde dele e da família. “Mais do que uma tendência, acredito que os homens estão tendo maior compreensão sobre a importância de um pré-natal masculino.”

Ministério da Saúde incentiva pais a fazerem pré-natal masculino
O Ministério da Saúde conta com uma estratégia para estimular a população masculina a fazer exames com mais frequência. O órgão procura motivar os futuros pais a fazerem o pré-natal masculino em paralelo ao pré-natal da parceira. A ideia é que os profissionais de saúde aproveitem o momento em que o homem está mais sensível – às vésperas de ser pai – para incentivá-lo não só a acompanhar as consultas durante os nove meses de gestação da parceira como também a fazerem um check-up. Para o Ministério da Saúde, essa iniciativa parte do princípio de que o homem precisa se cuidar para cuidar da família.

By: F Guaraná

Comente via facebook
Deixe seu comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? clique aqui
Topo
Mais Lidos do Blog
Fique conectado com a gente!
  • Você sabe o que é Disciplina Positiva? Ela é uma abordagem de ensino-aprendizagem que foca especialmente no desenvolvimento da resiliência, da disciplina e do respeito. Baseada em pesquisas dos psiquiatras Alfred Adler e Rudolf Dreikurs, essa teoria se tornou bastante popular nos anos 80, com a publicação do livro Positive Discipline, da Dra. Jane Nelsen. Saiba mais em www.dicaspaisefilhos.com.br 
#disciplinapositiva
  • A utilização dos canais digitais pode trazer uma série de benefícios para as crianças e adolescentes, mas também é preciso estar atento aos malefícios. Por isso, separamos alguns pontos para mantermos a atenção com nossos filhos, confira! 
#mundodigital #internet
  • O uso das telas está aumentando cada vez mais: durante os últimos anos fomos obrigados a interagir, trabalhar e estudar pela tela de um computador ou celular. Se durante a vida adulta já enfrentamos dificuldades de estar conectados às telas o tempo todo, durante a infância e adolescência o problema pode ser ainda maior. Existem algumas dicas para poder manter a utilização saudável das telas durante o desenvolvimento dos filhos, por isso separei algumas orientações da Sociedade Brasileira de Pediatria (www.sbp.com.br) sobre o tempo indicado de tela por faixa etária. Confira em www.dicaspaisefilhos.com.br 
#temponocelular
  • #frasesinspiradoras
YouTube
Se inscreva!