Brincadeiras Diversos
10 jun 2016

Para recordar: cinco brincadeiras tradicionais que marcaram gerações

Para recordar: cinco brincadeiras tradicionais que marcaram gerações

Amarelinha

A infância das gerações passadas foi regada a brincadeiras de rua, jogos físicos e cantigas em roda. Hoje em dia, a evolução tecnologia, acesso aos jogos, aplicativos e videogames está transformando a maneira como as crianças passam o tempo, se divertem e interagem entre si.

No entanto, isto não significa que as brincadeiras antigas estejam alcançando o fim de uma era. Para muitos pais que querem proporcionar oportunidades de interação social e atividade física para os filhos, estimular o interesse nas brincadeiras e o convívio próximo a outras crianças é a melhor opção.

Por mais que a tecnologia ofereça os melhores jogos digitais, as brincadeiras manuais continuam encantando as crianças e é muito difícil que os pequenos não se divirtam com as atividades tradicionais. Há inúmeros benefícios para a saúde e o bem-estar das crianças, principalmente no que se refere ao desenvolvimento das habilidades de comunicação e coordenação motora.

Tente se lembrar das brincadeiras que você mais gostava na infância e ensine aos seus filhos. Além de divertir a família toda, esta é a única maneira de garantir que o conhecimento antigo se perpetuará também nas novas gerações. Confira abaixo uma lista com cinco brincadeiras tradicionais que atravessaram décadas e continuam fazendo muito sucesso nos tempos atuais:

1. Esconde-esconde: nesta brincadeira, um participante é escolhido para encontrar os outros jogadores. O participante deverá fechar os olhos e contar até 50 (ou outro número) em um local determinado. Enquanto isso, todos procuram lugares para se esconder. Após a contagem, o participante deverá encontrar os jogadores escondidos e vigiar a base onde foi feita a contagem. Se um jogador tocar na base sem ser pego, ganhará o jogo.

2. Gato mia: de olhos vendados e em um quarto escuro, um dos participantes deverá procurar os outros jogadores. Ao tocar, o jogador capturado deverá reproduzir um som semelhante ao miado de um gato e o participante de olhos vendados deve adivinhar quem foi pego para vencer o jogo.

3. Amarelinha: o clássico jogo encantou gerações passada e ainda é muito visto hoje em dia. Com um giz, a criança ou o adulto desenham quadrados com números no chão e o um espaço chamado de “céu” na ponta. Ao jogar pedras, o participante deverá pular com um pé só nas casas separadas e com os dois nas duplas, evitando o local onde a pedrinha estiver exposta.

4. Estátua: um dos jogadores se torna o mestre e coloca uma música para tocar. No momento desejado, o jogador para a música e os participantes, que estavam dançando, devem parar em posição de estátua. O mestre provoca os jogadores, que não podem trocar de posição. Quem resistir mais tempo é o próximo mestre.

5. Passa anel: as crianças formam uma roda e posicionam as mãos em forma de conchinha. Um participante esconde um anel, toca em todas as mãos e deve jogá-lo discretamente na mão de uma das crianças. Ganha o jogador que descobrir com quem está o anel.

Comente via facebook
Deixe seu comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? clique aqui
Topo
Mais Lidos do Blog
Fique conectado com a gente!
  • Amigos da vida 💖
70 anos da Tia Rutinha!!
  • Bom dia 💖💖💖🙏🏻🙏🏻
  • Boa semana
YouTube
Se inscreva!