Medo do Escuro: Como Ajudar as Crianças com Esse Desafio

Postado por Gabriella em Diversos

Medo do Escuro: Como Ajudar as Crianças com Esse Desafio

Algumas crianças, durante o período da noite, não conseguem lidar com o próprio medo. Monstros debaixo da cama, alguém dentro do guarda-roupa, imagens no teto. Enfim, muitas são as definições para tamanha preocupação. No filme “Monstros S.A.” (2001), uma produção da Pixar, podemos perceber que não se trata necessariamente de uma manha.

Os pais precisam fazer com que seus filhos pequenos superem esse estranhamento no escuro sem brigar ou forçar determinadas situações de coragem, pois a situação carece muito mais de paciência. Hoje vou te ajudar com algumas dicas e informações úteis que podem fazer a diferença.

Mas o que seria o medo do escuro?
Todos nós já enfrentamos alguns medos na nossa infância. Essa barreira com o desconhecido é natural, pois faz parte de uma proteção do próprio organismo em situação de perigo. Na criança, essa autoproteção começa a tomar forma por volta dos dois anos de idade.

O tempo que isso vai durar dependerá de cada caso, necessitando muitas vezes de um acompanhamento profissional caso esse medo passe a se tornar muito preocupante. Nos casos mais tranquilos, o medo do escuro pode ficar até quando seu filho tenha por volta de oito anos.

Nesse intervalo de tempo, a criança, obviamente, sente-se indomável no que se refere ao seu mundo imaginário. As próprias mães, quando pequenas, construíram toda uma realidade para brincar com suas bonecas, enquanto os pais precisavam criar historinhas de super-heróis ou situações para que possam andar com os carrinhos em miniatura.

Filhos e filhas não estão imunes a isso. Ainda mais numa realidade cada vez mais tecnológicas, na qual crianças já nascem na cultura da informação e comunicação. A TV fica disposta para os pequenos assistirem variados tipos de conteúdo. O problema é quando ela assiste algo que vai causar pânico durante a noite.

Quando é a hora de dormir, é também o momento em que a criança se vê sem os cuidados dos pais, estando, portanto, diante de um perigo que ela mesma tem que enfrentar.

Por isso, é preciso ter muita paciência para que seu filho não se sinta fazendo algo errado, até porque não está mesmo. Todo o provável descontrole não é nada mais do que uma reação, uma necessidade de expressar o seu pavor e chamar alguém com quem ela se sinta protegida. Logo, ir para a cama dos pais passa a ser essa “fuga” que os pequenos tanto precisam.

Dicas Para Acabar com o Medo do Escuro Nas Crianças

Não trate o medo da criança como algo “bobo”
Pensemos agora não no exemplo de monstros. Algumas crianças podem ter simplesmente medo de animais domésticos. Isso é bem comum e bastante compreensível, visto que até mesmo muitos adultos têm medo de cachorros e gatos.

Não trate esse temor infantil como algo digno de risadas. O melhor a ser feito, nesse caso, é conversar com seu filho “de igual para igual”, respeitando os seus medos e falando que isso é bem normal, mas que nós precisamos ultrapassar esse medo juntos.

Mais adiante, conte histórias que envolvam cachorrinhos e gatinhos. Logo mais esse medo poderá ir embora.

Experimente um objeto para fazer companhia
Independentemente de ser uma fralda ou um bichinho de pelúcia, ter um objeto inanimado que tranquilize a criança em situação de medo também pode ser uma ótima tática para acabar com a síndrome noturna.

Medo do escuro pode vir em momentos em que elas se sentem sozinhas e desprotegidas, como já bem mencionamos. Nesse caso, ter um objeto para pegar e se acalmar pode funcionar.

Além disso, esse mesmo objeto será de grande utilidade em diversas outras situações de medo, como a ida ao médico ou quando tem que ficar na escolinha nos primeiros dias.

Dê uma explicação pertinente à idade da criança
O medo do escuro pode ser simplesmente um desconhecimento.

Explique para ela, de maneira bastante lúdica, o que a noite pode trazer de bom. Um exemplo seria dizer que é nessa hora em que os brinquedos deles dormem, e por isso não precisaria ter medo, já que a qualquer sinal de perigo, tanto os pais quanto os seus amiguinhos de brinquedo estarão a postos para ajudá-lo.

Levá-lo para passeios durante a noite aos finais de semana também pode ajudar a acabar com a imagem ruim que a noite possa ter para ele.

Entre na magia para montar a proteção
Já dissemos que os pais devem levar o medo do escuro a sério com seus filhos. Quando for deixá-los no quarto, faça um pequeno ritual para afastar os perigos da escuridão.

Invente algumas palavras-mágicas que afastem os maus agouros do local e deixe algum objeto que possa afastar todos os tipos de monstros que saem do armário, da janela ou debaixo da cama. De acordo com que crescem, logo mais a criança já não precisa desses “micos”. Elas mesmas vão perceber.

Veja se o medo não está vindo de você
É normal ficarmos assustadas quando vemos algum filme de terror ou suspense durante o final de semana. Isso é algo que não poupam nem mesmos as mães, que são tão corajosas! Até aí, nenhum problema.

No entanto, fique atenta se o seu filho (a) não esteja analisando essa situação e acabe trazendo o medo também para si. Afinal, por que eu não posso ter medo se a mamãe e o papai também têm? Converse sempre com os pequenos, deixando claro que o medo é comum também nos adultos, mas que isso é passageiro e rapidamente todos se tornam fortes e corajosos.

Não proteja demais a criança
Lá no começa do post, citei o filme “Monstros SA”. Falo desde já que esse filme é muito bom para o tema que estamos retratando, pois ajuda muito na eliminação de medos.

Por outro lado, muitos pais podem considerar esse filme “assustador” demais para as crianças, mesmos que elas sejam o público-alvo dessas animações. Ou seja, não prive as crianças de conhecerem as histórias porque todos os elementos ali contidos podem ajudar na formação infantil. Isso serve também para os contos de fadas, dos quais muitos pais também podem considerar “horripilantes” em alguns casos.

Gabriella
04.09 2015
Comentários no Facebook
2 comentários
  1. Adalgisa 14/09/2015 | 15:02

    Gostei do assunto, legal esse assunto. Escuta, alguma pessoa j comprou aquele novo colcho o to falado colcho inteligente pra me dizer se daquee que trata insonia? tinha um quadro do programa gnt que disseram que feito por computador. http://ocolchaointeligente.com.br

    Responder
    • Gabriella 14/09/2015 | 15:27

      Boa tarde. Obrigada pela visita.
      Não conheço o colchão mencionado.
      Abraços Gabriella

      Responder
Deixe um comentário
* Não será divulgado