Diversos Nutrição
18 jun 2015

Dicas para introdução dos alimentos

Fonte: diadesemana.com

Fonte: diadesemana.com

Hoje é dia de nutricionista no blog! O assunto de hoje é: Orientações gerais para as mamães dos pequenos que vão começar a se aventurar no mundo maravilho dos sabores. E quem nos escreve é a nutricionista Gabriela Maia.

Já sabemos que a amamentação exclusiva até os 6 meses é um dos primeiros presentes que é deixado para o futuro do seu filhote. Mas depois desse período começamos a introdução dos alimentos e a descoberta de novos sabores, texturas e preferências torna esse momento muito especial para a formação dos hábitos alimentares saudáveis! Fique atenta a alguns pontos…

1-Sempre que possível utilize alimentos orgânicos. Sabemos que a alimentação 100% orgânica é difícil pela disponibilidade dos alimentos que não é completa, mas tente comprar o máximo possível. Fique atenta a alimentos que estão no tipo dos mais contaminados: pimentão, morango, pepino, cenoura, abobrinha, alface, folhas em geral, abacaxi e tomate. Uma dica é frequentar as feiras orgânicas que tem alimentos fresquinhos direto do produtor e com um custo na maioria das vezes menor do que no supermercado;

2- Muito cuidado com os utensílios em que serão preparados os alimentos. O ideal é panela de inox ou vidro. Evite alumínio e teflon que vão passar substâncias tóxicas ao alimento. E não esquente a comida em recipientes plásticos! De preferência a vidro (inclusive para congelar), cerâmica ou porcelana. Não deixe encostar a tampa de plástico no alimento. Coloque menos comida no pote ou isole com um pedacinho de papel manteiga;

3- Não liquidifique os alimentos. Sempre amasse ou pique bastante ou passe na peneira, isso garante que o bebê perceba várias texturas diferentes. Prefira não utilizar sal até 1 ano. Utilize temperos naturais e deixe o pequeno descobrir todos os sabores dos alimentos. Quando começar a colocar o sal, dê preferência ao sal marinho.

4- Evite a oferta de açúcar até os 2 anos. Deixe que a criança tenha como referência do sabor doce a fruta. E a ofereça pura, sem “ farinhas teoricamente fortificadas” que são açúcar misturada a farinha e não acrescentam em nada! Não fique com pena do seu filho não comer um brigadeiro ou biscoito doce quando todas as crianças comem. Você está preservando seu paladar e sua saúde;

5- Sirva todos os alimentos separados no prato, isto é, não faça aquela típica papinha unida com tudo batido. Isso dificulta a percepção de sabor do bebê que não vai conseguir identificar o sabor de uma cenoura ou abóbora, por exemplo, já que está tudo misturado. A refeição com alimentos separados é importante para que seja observada tanto a aceitação quando a reação/alergia a algum alimento. Ah, e não tenha medo de testar novamente um alimento que o bebê previamente não tenha gostado. Tente novamente, novamente…. o processo é assim mesmo;

6- E uma dúvida comum… A quantidade de comida a ser ofertada é pequena mesmo porque a criança tem o estômago pequeno. Nunca force a criança a ingerir mais comida do que a quantidade desejada. Comece com 1 colher de sopa de cada item e observe.

Enfim, não é uma fase fácil, afinal é tudo desconhecido, mas merece a máxima atenção porque a partir daí vão ser criadas as preferências e os hábitos alimentares saudáveis!

GABRIELA-MAIA-FOTO-1-211 Gabriela Maia
Nutricionista formada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) // Especialista em Nutrição Clínica Funcional (CVPE/UNICSUL-SP) // Especialista em fitoterapia (Instituto Brasileiro de Plantas Medicinais (IBPM/FIOCRUZ) // Professora de gastronomia funcional (CVPE)
www.gabrielamaianutricionista.com.br // Facebook: Gabriela Maia Nutricionista
contato@gabrielamaianutricionista.com.br

Comente via facebook
Deixe seu comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? clique aqui
4 Comentários
  1. 19/06/15 - 20h13

    Existem muitos adolescentes que crescem sem o gosto por alimentos saudáveis justamente por não terem sidos expostos à uma alimentação variada. Tenho a viva experiência disso na minha própria casa.

    • 23/06/15 - 16h35

      Oi Renata boa tarde. Tudo bem?
      Muito obrigada pelo seu comentário. Também sou uma dessas, na minha casa comia bastante besteira.
      Beijos, Gabi

    • 12/09/15 - 23h36

      Oi Renata,

      É engraçado ver esse post hoje, pois justamente hoje eu vi uma mãe para consegui fazer a unha no salão distraiu o filho com um pirulito, jujuba e depois chocolate! A criança devia ter no máximo um aninho de idade.
      Eu achei insano! Mas o meu ainda não nasceu, será que estou sendo muito radical?
      Beijos
      Fernanda / Mommy`s Belly

      https://mommysbelly.wordpress.com/

      • 14/09/15 - 15h26

        Oi Fernanda, tudo bem?
        Não sou radical, mas com essa idade nunca dei esse tipo de alimento aos meus filhos.
        Beijos

Topo
Mais Lidos do Blog
Fique conectado com a gente!
  • Bom domingo 💖💖
  • Feliz São João
Card: #humorinteligente
  • É difícil entender que essa luz está conosco e acessa. Mas é preciso. Sem fé não vamos a lugar nenhum....
YouTube
Se inscreva!