Como Escolher Bons Livros Para Crianças

Postado por Gabriella em Diversos

livros-infantis

Se o seu filho gosta de livros, parabéns! Você já está com meio caminho andado para fazer com que ele usufrua das vantagens que traz o hábito da leitura.

Entre esses benefícios, estão a melhora da capacidade de interpretação, o estímulo ao raciocínio, além de melhorar significativamente as ideias, pensamentos e o convívio social. Isso sem falar no enriquecimento do vocabulário. Ou seja, não tem com o que se preocupar caso você encontre sempre um livro nas mãos de uma criança, muito pelo contrário.

No entanto, quanto estamos na seção infantil de uma livraria, costumamos ficar na dúvida sobre o que podemos comprar.

Nem sempre o termo “livro infantil” é automaticamente um bom exemplo para você investir para os pequenos. Existem alguns livros mais indicados e outros não. Tudo é uma questão de saber escolher o livro infantil ideal.

Hoje, o blog vai dar 10 algumas dicas para você escolher um bom livro para as crianças, o que poderá funcionar para as que já possuem o hábito da leitura e também para aquelas que ainda não gostam muito (ou nada) de ler.

É preciso, nesse caso, encontrar publicações que as fisguem de maneira atraente e nada pedante.

10 Dicas Para Encontra Bons Livros Para Crianças

Conheça Cada Vez Mais os Livros
O primeiro passo sempre é abranger o seu conhecimento sobre o assunto. Ou seja, nunca perca a oportunidade de conhecer mais sobre as publicações infantis. Leia também, veja quais são os diferentes tipos de autores, impressione-se com as ilustrações contidas nos livros.

Trocando Informações Sobre Livros
A professora da escola, a bibliotecária, a atendente da livraria, amigos e até mesmo a internet podem ser todos aliados para falar sobre literatura infantil. Aproveite esses contatos para conhecer ainda mais sobre os variados livros – clássicos ou lançamentos – que podem se tornar sugestões de leitura.

Apresente os Seus Livros Preferidos
Nós mesmos já tivemos os nossos “livros do coração” quando éramos pequenos. A bibliografia de Monteiro Lobato ou dos Irmãos Grimm costumam ser atemporais. Não perca a oportunidade de apresentar essas obras às crianças e ter uma boa conversa sobre essa troca de gerações. Será muito interessante.

Avalie o Que Seu Filho Gosta
No mundo literário, existem histórias de aventura, de terror, estilos mais poéticos, outros investem muito mais em ilustrações. Caso você perceba que seu filho tem maior aproximação com algo tipo de publicação, vale à pena dar continuidade ao seu desejo.

Variar Também é Válido
Apesar da dica acima, a variação de títulos e estilos também deverá ser respeitada. Ler também é adquirir repertório, e isso só será possível caso a criança tenha lido um pouco de cada coisa, dos livros de contos de fadas aos quadrinhos da Turma da Mônica.

Respeite os Indicativos de Idade
As próprias editoras já indicam logo na capa para qual faixa etária são indicados determinados livros. Existem exemplares já para bebês, que muitas vezes são compostos basicamente por figuras e com materiais como pano e plásticos. Aos poucos vão sendo acrescentadas novas texturas, vocabulário e tamanho de fonte.

Faça uma Análise Antes de Comprar
Quando pegar um livro em mãos na livraria, dê uma pequena folheada para fazer uma leitura básica e dinâmica. Veja a qualidade das imagens, o acabamento da capa. Enfim, a ideia é que os pais também se sintam interessados e saiba do que seus filhos irão gostar.

A Internet e Suas Infinitas Indicações
A rede mundial de computadores, como sempre, poderá ser aquele aliado infalível para falar sobre qualquer assunto. E não seria diferente com os livros infantis. Faça uso da internet para conhecer maiores lançamentos e seguir as indicações de especialistas.

Deixa A Criança Entrar em Contato Com Bibliotecas
O universo das bibliotecas é mágico, mas infelizmente está ficando cada vez mais obsoleto. É muito importante que a criança entre em contato com esse universo silencioso e que exala conhecimento. Faça visitas e deixe seu filho à vontade nesse tipo de ambiente.

Respeite a Autonomia da Criança
Mesmo com toda a ajuda que você tenha dado na escolha de livros para crianças, aos poucos elas terão que fazer as suas próprias escolhas de livro. Com o tempo, será inevitável você deixá-las mais à vontade para escolher os seus próprios livros. Fique feliz quando isso finalmente acontecer.

Gabriella
15.06 2015
Comentários no Facebook
0 comentários
Deixe um comentário
* Não será divulgado