Bebês e Crianças Cuidados Diários Diversos Saúde
26 fev 2014

Fraturas em Crianças

IMG_1329

Acabamos de iniciar mais um ano letivo, e na escola vários acidentes podem acontecer com as crianças. Hoje vou falar um pouquinho sobre fraturas em crianças.

O mais importante sobre o assunto é que o trauma necessário para provocar a fratura nem sempre é violento. Um pequeno tropeço seguido de uma queda no chão já pode ser suficiente para uma fratura.

Acabei de vivenciar esse caso, minha filha de 5 anos, levou um tombo na escola, eu vi o tombo ainda estava lá no momento e quebrou o braço. Detalhe, ela passou o dia inteiro na escola sem se queixar de dor, quando busquei na escola a professora só observou que ela estava protegendo um pouco braço nas atividades.

Quando chegou em casa percebi que o braço estava ligeiramente inchado e que ela não rodava o braço bem, dizia que doía um pouco, levamos ao hospital e fratura no braço, em média de 5 a 6 semanas com gesso. O caso dela foi uma fratura alinhada, não houve deslocamento do osso, por isso não se queixava de dor.

Mas a maioria das fraturas está relacionada a quedas no ambiente doméstico, afetando em maior proporção os membros superiores (clavícula, punho, antebraço e cotovelo).

O sintoma mais importante da fratura é a dor produzida pelo trauma, a qual se acentua com o movimento ou com a compressão da região afetada. Assim, a criança evita movimentar o membro fraturado.

Mas fique atenta, porque a presença de movimento ativo não afasta a possibilidade de fratura. Qualquer suspeita de fratura a criança tem que ser levada o mais rápido possível para um hospital ou pronto socorro para que seja avaliado o caso.

Depois da criança engessada, alguns fatores tem que ser observados e na presença de um deles o médico deve ser procurado.

– dor intensa, acima do normal, progressiva, sem resposta a uso de analgésico;
– inchaço nos dedos;
– palidez dos dedos ou extremidades roxas;
– dedos frios;
– formigamento ou alteração de sensibilidade;
– dedos muito dobrados;
– dificuldade para movimentar os dedos.

Esses sintomas indicam que pode estar havendo compressão capaz de lesionar nervos e músculos, que, se não for tratada prontamente, pode deixar sequelas graves.

Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica

Comente via facebook
Deixe seu comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? clique aqui
Topo
Mais Lidos do Blog
Fique conectado com a gente!
  • Bom dia
YouTube
Se inscreva!