Educação
01 Maio 2020

Homeschooling e seus desafios

Você já ouviu falar de homeschooling?

A tempos já escutamos falar sobre o homeschooling, mas com a quarentena o assunto veio à tona e muitos questionamentos começaram a surgir. Mas afinal o que é o homeschooling?

No homeschooling os alunos aprendem em casa os conteúdos que seriam dados pela escola mas de uma maneira diferente. Não é simplesmente utilizar os mesmos livros ou materiais que a escola utiliza. Existem várias formas de se ensinar. Nessa opção de educação, quem ensina pode ser os pais ou até mesmo professores particulares. Essa escolha depende da opção e disposição dos pais.

Em muitos casos, os pais assumem por educar os filhos sem a necessidade de terceiros. Em outros casos, os pais preferem contratar professores particulares, e também existe casos de mescla entre as duas coisas.

No Brasil, a educação domiciliar tem ficado cada vez mai popular. Mas é importante conceituar que o homeschooling não é uma coisa nova no Brasil. Antigamente como a prioridade era a subsistência, o ofício ensinado para a criança seguia a tradição familiar. Em algumas famílias ricas, as habilidades de leitura, escrita, conhecimentos de história e os saberes acadêmicos também faziam parte da instrução dos filhos.

Cerca de 5 mil famílias brasileiras são praticantes do homeschooling. A estimativa é da Associação Nacional De Educação Domiciliar (Aned). A prática teve início no Brasil nos anos 1990 e vem conquistando a cada ano mais adeptos. Na última pesquisa realizada pelo grupo, em 2016, o número de famílias adeptas era de 3,2 mil. Hoje, o Brasil não possui regulamentação sobre Educação domiciliar (Janeiro 2020).

Algumas vantagens do homeschooling:

  1. Mobilidade e conforto – a educação domiciliar acaba com o problema de deslocamentos das crianças até a escola.
  2. Segurança – Por vezes as escolas são muito distantes das residências e muitas coisas podem acontecer nesse trajeto. Além disso, não é difícil encontrar episódios de violência de diversas naturezas no ambiente escolar.
  3. Qualidade – Em algumas escolas as crianças sofrem falta de professores e às vezes as classe muito grandes tornam a qualidade da educação mais difícil.
  4. Tempo – A família pode organizar a organização dos estudos de acordo com a conveniência da família.

Fontes:

https://bityli.com/fTCxN

encurtador.com.br/vzBKV

Comente via facebook
Deixe seu comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? clique aqui
Topo
Mais Lidos do Blog
Fique conectado com a gente!

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/4/41/c0/site1374371703/public_html/wp-content/themes/plicplac/functions.php on line 281
YouTube
Se inscreva!