Bebês e Crianças Cuidados Diários Saúde
30 jan 2014

Doenças de Verão

doenças-de-verão
Estamos na estação mais quente do ano, e para quem mora no Rio de Janeiro, estamos vivendo as temperaturas mais altas registradas nos últimos anos. Nunca fui de ficar reclamando do calor, até mesmo porque adoro praia e piscina, mas esse ano está muito desagradável. Me sinto indisposta, parece que todo dia fui atropelada por um caminhão. A vontade que dá é de ficar deitada no ar condicionado dia e noite e não levantar nem para comer.

As crianças ficam entendiadas e mesmo quando vão para a piscina reclamam do sol. E junto com esse calor insuportável começam a aparecer as doenças de verão. As pessoas ficam muito mais vulneráveis a determinadas doenças e resolvi listar algumas delas para vocês.

1. Desidratação
Por ser a estação mais quente do ano, é preciso lembrar que é o período em que suamos mais. De um modo geral a pessoa ingere menos líquido do que o corpo perde. Começa com sintomas leves, como mal estar e dor de cabeça, mas nos casos mais graves pode até matar por insuficiência renal.
A indicação é beber bastante líquido. No mínimo dois litros de água é o consumo ideal para os adultos. Sucos e chás também podem ser ingeridos. Refrigerantes não são muito indicados, porque o líquido não é bem absorvido. Prefira local arejado e com sombra, use roupas leves.

2. Insolação
A insolação é provocada pela exposição excessiva ao sol. Como consequências, a pessoa pode sentir intensa falta de ar, dor de cabeça, náuseas e tontura, temperatura do corpo elevada, pele quente, avermelhada e seca, extremidades arroxeadas e, até mesmo, a inconsciência. É importante lembrar que não apenas a pessoa que fica diretamente exposto ao sol contrai a doença, pois a areia da praia, por exemplo, também reflete o sol e aumenta a temperatura da pessoa pelo calor.

Uso de protetor e bloqueador solar é recomendado sempre que tiver qualquer contato com a exposição solar, mesmo em dias nublados, e deve ser reaplicado depois de suar ou entrar em contato com a água.

3. Intoxicação Alimentar
A alimentação feita em locais que não possuem higiene adequada no preparo e conservação dos alimentos ou que deixam eles expostos por longos períodos à temperatura ambiente são os principais causadores da intoxicação alimentar.

Quando uma pessoa ingere um alimento contaminado, ela pode desenvolver alguns sintomas que variam de acordo com o microorganismo causador do distúrbio. Pode causar diarreia, um simples desarranjo intestinal, náuseas, vômitos, febre, cefaleias, e até mesmo, desidratação grave. Em geral, os sintomas duram poucos dias.

4. Micoses
No verão temos mais contato com a água, seja transpirando ou pela ida na praia ou na piscina. Isso faz com que a nossa pele fique úmida por mais tempo, o que favorece o aparecimento das micoses – doenças causadas por fungos. A doença pode aparecer nas virilhas, nos pés e nas unhas.
Inicia-se sempre por uma pequena lesão vermelha, provoca escamação contínua da pele e coceira. Deve-se procurar um dermatologista.

5. Bicho Geográfico
Larvas presentes em fezes deixadas por cachorros na praia, que penetram na pele dos banhistas. Em geral, na sola dos pés. Elas deixam riscos parecidos com um mapa (daí o nome) e coçam. Prevenção: Não sente diretamente na areia (forre sempre com toalha ou canga) e evite andar descalça. Tratamento: O dermatologista pode indicar a aplicação de pomada ou de tratamento oral.

6. Conjuntivite bacteriana
É uma infecção das conjuntivas (aquela pele transparente que recobre os olhos). Entre os sintomas, estão: olhos vermelhos e lacrimejantes, produção de secreção amarelada, fotofobia (dor ao olhar para a luz) e uma sensação de que há areia dentro dos olhos. Às vezes, acontece de as pálpebras estarem grudadas quando a pessoa acorda. O contágio pode ser através de contato direto com uma pessoa contaminada, compartilhando toalhas, mergulhando no mar em praias poluídas e usando piscinas com tratamento de cloro ausente ou ineficiente.

Para prevenir, não frequente praias impróprias para banho nem piscinas que não estejam devidamente tratadas. Não coloque as mãos nos olhos infectados e evite compartilhar toalhas. Procure um oftalmologista para tratamento.

7. Dengue
É uma febre causada por um vírus que provoca, entre outros sintomas: náusea, vômito e cansaço. Em sua forma mais grave, a dengue hemorrágica, pode levar à morte. A maneira mais eficaz de prevenir a dengue é impedir a reprodução do mosquito, eliminando recipientes que acumulem água.

Fontes: Revista Viva Saúde // Saútil

Comente via facebook
Deixe seu comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? clique aqui
Topo
Mais Lidos do Blog
Fique conectado com a gente!
  • Linda demais essa parceria da @tudo_para_boneca e da @elasqueremlasfadas roupa menina e boneca!
Você encontra na @monkinoaoficial e @cirandinha_ciranda 
#post #dicaspaisefilhos #família #mensagem #postdodia #escola #educação #family #education #kids #psicopedagogia #criancas #blogdematernidade #maternidade #desenvolvimento #tudoparaboneca #maeefilho #irmaos #pais #paternidade
YouTube
Se inscreva!