Alimentação Bebês e Crianças
15 jan 2015

Dicas que ajudam na hora da papinha

Dicas que ajudam na hora da papinha

A partir do 5° mês de vida, a papinha passa a entrar na dieta de alguns bebês, principalmente dos bebês que precisam ficar nos berçários para as mães voltarem a trabalhar. Em outros casos a papinha só entra mais tarde. No momento da introdução a papinha, a tarefa dos pais é de preparar receitas com ingredientes frescos e nutritivos, para que o organismo do pequeno aproveite ao máximo as novas refeições. Mas sabemos também que a introdução aos alimentos nem sempre é muito fácil. A Luisa não gostava muito da ideia da colher, já o Pepe adorava uma refeição.

Como preparar, que ingredientes usar e que tipo de problemas o bebê pode ter com a papinha são as principais preocupações das mães. Para quem tem filhos maiores, a experiência com a papinha ajuda muito no momento, embora seja sempre importante buscar novas informações e receitas.

Porém, as mães de primeira viagem devem ter mais atenção na hora de ir para a cozinha preparar a papinha do bebê, pois alguns cuidados podem passar despercebidos. A papinha deve ser feita com higiene máxima, além da seleção dos ingredientes e dos cuidados com a adaptação do bebê ao novo tipo de comida.

Ingredientes
Há vários tipos de papinha e é interessante aprender as melhores receitas para cada idade. No geral, as papinhas carregam alimentos como frutas ou legumes e a lista de ingredientes vai aumentando conforme a criança cresce. Independente da receita escolhida, é imprescindível lavar muito bem todos os ingredientes e ter cuidado com a higiene da pessoa que está preparando a papinha.
A quantidade ingerida deve aumentar aos poucos conforme a criança vai se desenvolvendo e conforme a orientação do pediatra.

Aqui em casa comecei com a papinha de frutas e só depois foi para a papinha salgada. Eu mesma gostava de preparar e dar os alimentos para as crianças e ia fazendo uma lista detalhando como o alimento era recebido por eles. Uma curiosidade aqui de casa e que nenhum dos dois gosta de banana! A banana é normalmente um alimento super bem aceito, mas aqui em casa não fez sucesso e eles não gostam até hoje. Já eu adoro uma banana!

Adaptação
Para o pequeno, ingerir algo que não seja leite é uma novidade e pode causar estranhamentos. Por isso, é preciso ter cuidado com a adaptação ao novo tipo de alimento e também com a intensidade dos gostos. O bebê ainda está familiarizado com o uso do paladar e precisa se acostumar aos poucos com essa nova experiência.

As papinhas salgadas exigem um pouco mais de cuidado, pois possuem um sabor mais forte para a criança. O ideal é oferecer esse tipo de papinha aos poucos e acompanhar a adaptação do bebê. Veja como o bebê reage com a nova alimentação e se não apresenta nenhum tipo de problema de saúde.

Cuidados
Todas as etapas do preparo da papinha exigem cuidados. A higiene, a espessura dos alimentos e também a maneira de alimentar a criança exige atenção. No começo algumas pessoas indicam que se coloque a criança no colo, na mesma posição da hora da amamentação, pois é como o bebê já está acostumado. Depois que o pequeno se adaptar, é possível trocar para a cadeirinha. Eu já coloquei direto naquelas cadeirinhas tipo “fisher price” que ficam no chão ou apoiadas em algum lugar, mas também alimentava muito os dois no carrinho. Só mais tarde é que colocava no cadeirão (próprio para alimentação).

A colher utilizada para alimentar também deve ser muito bem escolhida. A colher deve ser rasa e pequena, de tal modo que facilite a ingestão do bebê. Além disso, a alimentação deve ser feita com paciência e extrema atenção para que o pequeno não se engasgue ou tenha dificuldade de engolir.

Depois das primeiras papinhas, veja se o bebê não apresenta dores de barriga, alergias ou intolerância a algum tipo de alimento. Se o organismo da criança começar a reagir mal as papinhas, consulte imediatamente um pediatra para descobrir que tipo de alimento deve ser cortado da dieta.

Uma dica que o meu pediatra dava e eu gostava muito era para eu não misturar as frutas para a criança conhecer o paladar daquela fruta e, além disso, insistir com a criança aquela mesma fruta pelo 3 dias na semana. É curioso porque no ano passado fui fazer o primeiro estágio em escola e a nutricionista me falou que para a criança se acostumar e realmente decidir se não gosta do alimenta ela deve ter experimentado pelo menos 20 vezes o mesmo alimento. Fiquem atentos não podemos desistir no primeiro não! A criança vai crescendo é tudo eles falam que não gostam antes mesmo de provar, não é?

Algumas Receitas:

1) Papinha de Frango, batata, beterraba, chuchu e acelga

Ingredientes:
– 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
– 1 colher de chá de cebola picada
– 2 colheres de sopa de frango cortado em cubos pequenos
– ½ batata pequena cortada em cubos
– 2 colheres de sopa de beterraba cortada em cubos
– 2 colheres de sopa de chuchu cortado em cubos
– 2 colheres de sopa de acelga picada

Modo de preparo
Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e o frango. Acrescente em seguida a batata, a beterraba e o chuchu. Cubra com água. Tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a acelga e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

Rendimento: 1 ou 2 porções

2) Papinha de frango, arroz, ervilha, cenoura e espinafre

Ingredientes:
– 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
– 1 colher de chá de cebola picada
– 2 colheres de sopa de frango cortado em cubos pequenos
– 1 colher de sopa de arroz cru lavado
– 1 colher de sopa de ervilha fresca
– ½ cenoura pequena picada em cubos – 2 colheres de sopa de espinafre picado

Modo de preparo
Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e o frango. Acrescente em seguida o arroz, a ervilha e a cenoura. Cubra com água. Tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte o espinafre e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

Rendimento: 1 ou 2 porções

3) Papinha, mandioquinha, cenoura e couve

Ingredientes:
– 1 colher de sobremesa de óleo vegetal
– 1 colher de chá de cebola picada
– 2 colheres de sopa de carne moída
– 1 mandioquinha pequena cortada em cubos pequenos
– ½ cenoura pequena cortada em cubos pequenos
– 2 colheres de sopa de couve picada

Modo de preparo
Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e a carne moída. Acrescente em seguida a mandioquinha e a cenoura. Cubra com água, tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a couve e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.
Rendimento: 1 ou 2 porções

Fonte das Receitas: bebe.abril.com.br

Participação na matéria de Ana Paula Bretschneider Ramos

Comente via facebook
Deixe seu comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? clique aqui
4 Comentários
  1. Andrea Baptista
    24/08/15 - 10h01

    Sou avó pela segunda vez…. E meus netos ficam comigo o dia todo.. O mais novo com 6 meses e o mais velho com 5 anos…. O pequeno só mamou no peito até agora e não pega nenhum bico de mamadeira, estou ficando aflita!!!! E não come nada, insisto com a mesma fruta várias vezes assim como está no seu blog … Com o. Outro as coisas foram mais tranqüilas pq minha filha não conseguiu amamentar e ele se adaptou rápido a mamadeira e aos alimentos… Obrigada
    Andrea

    • 24/08/15 - 12h55

      Oi Andrea, boa tarde. Tudo bem?
      Realmente nunca passei por esse problema. Meus filhos comiam bem, mas a Luisa me deu trabalho no início. Insistia no alimento por alguns dias e as vezes usava a chupeta como recurso também. Colocava a comida e depois a chupeta para ela não cuspir. Dica de mãe, porque o pediatra falava só para insistir.
      Já tentou conversar com o pediatra para ver o que ele sugere? Ele cospe tudo?
      Beijos Gabriella

  2. Glauce Kelly
    04/05/16 - 16h06

    Parabéns pela matéria, super dicas .Eu tenho uma pergunta. Meu filho acorda demais a noite, será que pode ter alguma relação com a jantinha dele? Ele tem 9 meses e 26 dias.

    • 08/05/16 - 22h20

      Boa noite, tudo bem?
      Fico muito feliz que tenha gostado!
      Minha filha acordava muito a noite e depois descobri que ela tinha fome. Você acha que a janta é suficiente?
      Aqui com a Luisa mesmo com a janta eu depois de 2 horas dava mamadeira.
      beijos, Gabriella

Topo
Mais Lidos do Blog
Fique conectado com a gente!
  • Linda demais essa parceria da @tudo_para_boneca e da @elasqueremlasfadas roupa menina e boneca!
Você encontra na @monkinoaoficial e @cirandinha_ciranda 
#post #dicaspaisefilhos #família #mensagem #postdodia #escola #educação #family #education #kids #psicopedagogia #criancas #blogdematernidade #maternidade #desenvolvimento #tudoparaboneca #maeefilho #irmaos #pais #paternidade
YouTube
Se inscreva!