Bebês e Crianças Brincadeiras Desenvolvimento Diversão Educação
25 out 2013

Capoeira ajuda a criança a superar o medo e a testar seus limites

Luisa e Pepe no evento da Capoeira

Luisa e Pepe no evento da Capoeira

Há um tempo atrás escrevi um pouquinho sobre os benefícios da capoeira para o desenvolvimento infantil, mas quando escrevi meus filhos estavam fazendo a um ano e os movimentos ainda eram bem simples, não conseguia visualizar neles todos os benefícios da capoeira. Mas no sábado (19/10) tive a imensa satisfação de ver Luisa e Antonio Pedro recebendo a corda laranja, confesso que além do orgulho de mãe, fiquei impressionada com os movimentos que Lulu fez, ela estava linda e tudo perfeito. Como ela mesmo disse, “mamãe eu levantei a platéia, nem perceberam que eu encostei o meu rosto no chão e não pode. Só posso encostar a cabeça ao fazer o pião de cabeça”. Pepe também gingou muito bem, mas claro que por ter apenas 3 anos, os movimentos ainda são muito difíceis para ele, mas teve uma evolução impressionante no último ano. Os dois se dedicam a capoeira duas vezes por semana com uma hora de duração há dois anos.

Foi no século 16 que a Capoeira surgiu pela primeira vez em terras brasileiras. Mistura de forma de luta e culto religioso, ela veio junto dos negros que, originários da África, foram trazidos aos milhares para o trabalho escravo. Naturalmente, eles não tinham liberdade alguma de praticar suas tradições, por isso, a Capoeira era então apresentada de modo disfarçado, como se fosse uma dança com canto e mais nada. Aos poucos, porém, ela acabou por vingar em todo o Nordeste do País, ganhando diversidade de estilos – um dos mais populares (e antigos) é chamado de Capoeira Angola, caracterizado por golpes baixos, rentes ao chão, e animado pela música de ritmo lento.

DSC04135

Objetivos Gerais da Capoeira:
– Estimula e desenvolve aptidões físicas naturais, através do movimento espontâneo;
– Desenvolve as aptidões perceptivas como meio de ajustamento do comportamento psicomotor;
– Propicia o desenvolvimento das qualidades físicas, objetivando a adaptação orgânica ao esforço físico;
– Estimula a capacidade de expressão individual por meio de movimentos criativos;
– Contribui para a formação e desenvolvimento de hábitos salutares;
– Favorece a socialização;
– Desenvolve o gosto pela música e a criatividade relacionadas ao meio instrumental e pela própria necessidade para o desenvolvimento dessa qualidade;
– Igualdade de participação entre meninos e meninas sem faixa etária específica.

A criança que pratica Capoeira aprende não apenas a jogar como também a cantar (o que tem sido transmitido oralmente há séculos, cantos africanos especialmente criados para esse tipo de atividade) e a tocar (entre os instrumentos mais tradicionais, destaque para o berimbau, o pandeiro e o caxixi, um chocalho feito de sementes). O jogo de Capoeira também aprimora o controle emocional, estimulando a observação e a defesa, quando necessária, ao contrário de incentivar a agressividade e a violência.

Recomendo a todos que experimentem a capoeira com seus filhos, é muito legal ver a satisfação que as crianças ficam em jogar a capoeira e a evolução da criança. Na próxima semana vou falar sobre os benefícios da Yoga infantil.

Comente via facebook
Deixe seu comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? clique aqui
Topo
Mais Lidos do Blog
Fique conectado com a gente!
  • Boa reflexão
YouTube
Se inscreva!